Como saber quando renovar um empilhador?

A manutenção de uma frota de empilhadores tem impacto direto nos custos operacionais. Manter a sua frota em funcionamento é sinónimo de manter o seu negócio produtivo e lucrativo. Por este motivo, neste artigo vamos ajudá-lo a identificar o momento ideal para substituir o seu atual empilhador. Abordaremos quais são os sinais de alerta que podem identificar que o seu empilhador precisa de ser substituído, bem como os benefícios de uma renovação planeada.

Separar desgaste por uso vs avarias

Fugas hidráulicas, tubagens obstruídas, correntes gastas, um mastro que não eleva, problemas com a bateria, dificuldades de direção... A assistência técnica tornou-se uma necessidade contínua para resolver problemas no empilhador? Os custos de manutenção aumentaram, apenas para poder manter o seu equipamento em funcionamento?

Se o uso intenso e prolongado da sua frota de empilhadores estiver a causar problemas de manutenção de forma sustentada, talvez esteja na hora de considerar a substituição do equipamento que está a causar baixo desempenho. Quando uma empresa é forçada a lidar com custos de manutenção contínuos, o impacto no resultado final vai muito para além do custo de substituição de velas de ignição gastas ou de encontrar a origem de um problema elétrico.

 

 

Acidentes e danos: os piores cenários

Acidentes

A direção solta ou problemas de travagem podem levar a capotamentos, impactos e outros acidentes com empilhadores. Além de ferimentos nos operadores, podem causar danos permanentes nos equipamentos, criando problemas contínuos de manutenção e tempo de inatividade que afetam diretamente a produtividade e o lucro das suas operações.

Danos

Danos pessoais, nos funcionários: lesões do operador resultantes de um acidente de empilhador, são o pior cenário. Para além do impacto emocional, uma empresa também pode ser afetada pelas suas responsabilidades legais.

Danos no armazém: Para além dos altos custos decorrentes de manutenção, seguros, perda de produtividade, um acidente com um equipamento de movimentação de cargas, também pode resultar em custos acrescidos de reparação de instalações, tais como racks, portas de carga, etc. Adicionalmente, danos nas mercadorias podem afetar os prazos de entrega e podem até colocar em risco o negócio, caso esse tipo de dano persista ao longo do tempo.

O verdadeiro custo do equipamento danificado

O tempo de inatividade de qualquer equipamento numa frota de empilhadores custa muito mais do que o simples custo de peças de reposição e mão de obra de reparação. Também é importante considerar a perda de produtividade, bem como os custos do tempo de inatividade dos operadores, quando os seus equipamentos estão inoperativos devido a uma avaria.

Quando considera os lucros perdidos por atrasos na movimentação de mercadorias, depende dos negócios, mas o impacto financeiro total de um empilhador inoperacional pode facilmente chegar a milhares de euros por hora. Nestes casos, recorrer a empilhadores de aluguer de curto prazo é uma solução. Mas, se estas situações forem frequentes, podem causar um aumento geral nos custos operacionais. Embora estas soluções possam corrigir problemas pontuais a baixo custo, podem criar um ciclo interminável de manutenção não planeada que aumenta o impacto negativo nos seus negócios.

 

 

Vida económica e vida útil: as duas vidas de um empilhador

Existem duas formas de acompanhar a vida do seu empilhador: ter em consideração a sua vida útil ou ter em consideração a vida económica do empilhador. Mas, o que entendemos por cada um destes conceitos?

  • Vida Útil: Trata-se do tempo máximo que o seu empilhador pode ser operado de forma produtiva. A vida útil de um empilhador termina quando nenhuma reparação pode ser feita para o manter em funcionamento.
  • Vida económica: Trata-se do período em que, financeiramente falando, faz sentido manter um empilhador em vez de o substituir. A vida económica de um equipamento termina quando as reparações são mais caras do que o custo de o substituir por um novo.

Com uma solução de gestão de frotas, tal como o Toyota I_Site, pode abordar a gestão da sua frota de empilhadores sob o ponto de vista da maximização da sua vida económica. Desta forma poderá maximizar o retorno do investimento e minimizar os custos operacionais, evitando custos excessivos de manutenção.

Acesso a empilhadores mais atualizados

O momento de renovação de um empilhador é uma oportunidade de retornar ao mercado e incorporar as tecnologias de maior sucesso, bem como as mais recentes que permitam aumentar a produtividade das operações intra-logísticas. Aqui estão alguns exemplos:

Sistemas de estabilidade

Os empilhadores contrabalançados da Toyota vêm equipados com SAS, um Sistema de Estabilidade Ativa para evitar acidentes em que o empilhador possa tombar para a frente, para trás ou lateralmente. É um sistema patenteado e desenvolvido para responder aos mais recentes padrões de segurança. Adicionalmente o SAS incorpora funções que agilizam as operações e contribuem para maior produtividade, tais como o nivelamento automático dos garfos e o ajuste automático da posição do volante.

 

 

Design ergonómico

Operar um empilhador de forma contínua pode ser uma tarefa árdua, especialmente quando os operadores precisam de ficar em posições incómodas, como pode acontecer com equipamentos desatualizados. Os assentos e encostos ergonómicos, bem como os comandos para manuseamento das cargas, adaptam-se ao operador nas tarefas mais exigentes fisicamente. Melhorias ergonómicas podem ser encontradas como standard em muitos dos novos modelos da Toyota. Esta ergonomia no manuseamento de materiais traduz-se em melhorias na segurança, e consequentemente na produtividade.

Desenvolvimentos técnicos

A atual legislação da União Europeia e a progressiva redução do custo da energia elétrica face à fóssil tornaram cada vez mais atrativa a mudança de empilhadores de combustão interna para empilhadores elétricos. Os desenvolvimentos técnicos nos últimos anos contribuíram para o aumento do desempenho dos empilhadores elétricos, tornando-os tão potentes quanto os equipamentos de motores de combustão interna. Para além disso, as recentes tecnologias de energia, tais iões de lítio, permitem o carregamento das baterias por oportunidade, aumentando a disponibilidade do equipamento para completar o turno de trabalho, sem necessidade de substituir a bateria.

Conectividade

Os empilhadores Toyota possuem telemática incorporada de série na maioria dos modelos, tornando-os Equipamentos Inteligentes . Os dados transmitidos pelos empilhadores inteligentes permitem que obtenha uma visão mais profunda das operações do seu armazém. Permitem, por exemplo, conhecer a taxa de utilização dos seus equipamentos, a quantidade de check-lists eletrónicos bem-sucedidos, os choques ocorridos com os empilhadores e a sua intensidade ou o consumo de energia. Isto e muito mais para maximizar o potencial da sua frota e controlar os custos globais.

 

 
Toyota Caetano Portugal - Empilhadores
Gestão Produto
 
Se está interessado em acompanhar o setor siga-nos nas redes sociais /Subscreva a nossa newsletter:
 
Subscrever Newsletter
Limpar tudo